7.o viaja para o NH Sustentabilidade

Os estudantes do 7.o ano aproveitaram o feriado de Tiradentes para participar do acampamento NH (Novo Horizonte) de Sustentabilidade. Eles foram acompanhados da professora de Ciências, Carolina Oreb, e por Ricardo Birrer, do Departamento Cultural.

nh7_3

A temporada foi pensada para abordar o conteúdo visto em sala de aula de maneira lúdica, assim, as brincadeiras trabalharam temas como desenvolvimento sustentável e empreendedorismo social, que será o foco da Feira de Ciências deste ano. Além disso, os jogos buscaram ressaltar princípios como ética.

nh7_1

“O nosso principal intuito em promover essa atividade conjunta entre Ciências e o acampamento é o desenvolvimento de valores importantes para a vida deles”, declarou Carolina. “Como muitos deles já tinham ido no 6.o ano, foi gratificante ver a evolução deles no sentido de aquisição de autonomia”, completou.

nh7_2

“Foi muito divertido, os temas ajudam muito a estudar para a prova de forma interessante. Os monitores também são muitos atenciosos, eles conversam com a gente como velhos amigos”, comentou Isadora Sales Pereira.

nh7_6

A viagem é ainda uma oportunidade para os alunos estreitarem os laços de amizade entre si. Como encerramento da temporada, cada estudante recebeu um elo e entregou outro para um colega. Em seguida, todos conectaram os elos para formar uma grande corrente.

Confira a galeria de imagens clicando aqui.

Viagem ao Acampamento NH

Inaugurando as férias de verão, os alunos do 6.o ano embarcaram para o Acampamento Novo Horizonte logo após a semana de provas. O acampamento proporciona aprendizado sobre desenvolvimento sustentável por meio de atividades divertidas.

nh_novembro_2014_1

Em período integral, os alunos participaram de diversos exercícios inspirados em obras de livros e filmes que fazem parte da geração e do cotidiano dos alunos.  As professoras de Ciências Carolina Oreb e Mariana Lorenzin, junto de Ricardo Birrer, do Departamento Cultural, acompanharam os alunos nessa enérgica viagem.

nh_novembro_2014_3

A prof.a Carol ressaltou a importância de trabalhar, além da parte corporal, também a intelectual. “Eles desenvolvem diversas habilidades como: sensatez, raciocínio lógico, trabalho em equipe, comunicação, senso crítico, respeito e solidariedade”, explicou.

nh_novembro_2014_2

Ricardo destacou a integração que se cria entre os alunos nos jogos em geral. Já a prof.a Mariana relembrou os temas transversais ao Meio Ambiente colocados nos jogos e nas discussões propostos pelo NH. “A aplicação dos conceitos discutidos durante o ano para a resolução dos problemas e desafios propostos nos jogos tornam a aprendizagem significativa”, comentou.

nh_novembro_2014_4

Para conferir a galeria de imagens, clique aqui.

Filme “Trashed” tem exibição exclusiva para alunos no MIS

No Museu da Imagem e do Som, no último sábado, 22, o filme Trashed, produzido no Reino Unido e protagonizado pelo ator Jeremy Irons, teve uma sessão exclusiva para os alunos do 9.o ano do Ensino Fundamental e outros interessados pelo tema sustentabilidade. O filme retrata uma viagem da Islândia a Indonésia, durante a qual Irons conversa com cientistas, políticos e pessoas comuns, cuja saúde e meios de subsistência foram fundamentalmente afetados pela poluição de resíduos.

IMG_3085

“A exibição do filme foi ótima no sentido de nos trazer à realidade do quanto o lixo produzido nos afeta. Não só na escala regional, mas também na escala global. O que choca é que ele [o filme] mostra o que está realmente acontecendo: o resultado de ter tanto lixo, de se consumir tanto é obter um desfecho totalmente desagradável para todo o mundo.”, comenta Rosiani Telles, professora de Química e do projeto “Educação para a Sustentabilidade”.

IMG_3092

Para a aluna Maira Romero da 2.a série do Ensino Médio, o mais interessante na exibição do filme foi “a preocupação em expor uma realidade, na maioria das vezes, ignorada por grande parte da população ou até desconhecida. “É muito importante também o relato de casos e processos envolvendo o lixo e como o seu descarte indevido traz consequências terríveis para a nossa sociedade”, completou. “Fora que a exibição era no MIS e pude ver a exposição do David Bowie depois! Foi ótimo.”, ressalta a aluna.

Clique aqui e veja a resenha feita pelo Prof. Pedro Leão (Artes) do filme Trashed.

Fuga do Urbano

O Colégio Bandeirantes promove viagens aos seus alunos há mais de 10 anos. São os mais diversos destinos, como o interior paulista, Minas Gerais, Amazônia e Fernando de Noronha. O objetivo principal é levar o aluno a conhecer novos lugares, para além do cotidiano urbano que ele já reconhece e lá estabelecer outro tipo de relação com o aprendizado e a convivência em grupo.


Procurando não atrapalhar o horário de aula dos alunos, as viagens costumam acontecer em fins de semanas e feriados. No ultimo feriado de maio, por exemplo, duas delas animaram os estudantes: o Acantonamento NH (Novo Horizonte), com os alunos do 6º e 7º ano, e o Petar(Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira), com alunos do ensino médio.

Mais focada em sustentabilidade, a viagem do Novo Horizonte propôs que os alunos participassem de jogos e atividades nos quais teriam que empregar conceitos sustentáveis. Os estudantes tiveram a oportunidade a aprender muito, sem deixar de se divertir. “Eles puderam vivenciar a sustentabilidade, e utilizar o que aprenderam em sala de aula nos exercícios propostos”, explicou a professora que acompanhou o grupo, Carolina Oreb.

Outro propósito dessa viagem foi o de incentivar os alunos a participarem da Feira de Ciência do Band, que tem a sustentabilidade como tema. “Após essa viagem, temos certeza absoluta que vamos participar da Feira! Os dias que passamos lá foram muito inspiradores e divertidos”, concordaram as estudantes Helena Araujo e Sofia Araujo.

A viagem ao Petar teve um enfoque especial na aventura. Localizado entre as cidades de Apiaí e Iporanga, no sul do Estado de São Paulo, o parque tem mais de 300 cavernas, dezenas de cachoeiras e muitas trilhas, com um ambiente cercado por árvores. “Fizemos rapel e caminhadas e visitamos cavernas. Os alunos adoraram ir, até porque realizaram atividade ao ar livre, e viram coisas que jamais teriam na cidade. É uma experiência incrível para qualquer pessoa, mesmo para aquelas que não têm o perfil aventureiro”, explicou Fábio Carceres, professor que acompanhou os estudantes.