Alunos visitam exposição de Tim Burton

Alunos do 8.o e 9.o ano visitaram a exposição O Mundo de Tim Burton, no Museu da Imagem e do Som (MIS). Eles foram acompanhados pelos professores Paula Moraes e Pedro Leão, e por Catarine Pinheiro, do Departamento Cultural. O passeio aconteceu em duas datas (uma para cada série) e reuniu cerca de 40 estudantes por encontro.

IMG_20160311_104958

Divididos em grupos de 20, os alunos foram guiados por educadores do Museu, que puderam explicar sobre o processo de criação de Tim Burton e mostrar detalhes sobre o acervo. “Tinha muito desenho dele e isso gerou uma curiosidade nos estudantes de observar essas ilustrações e perceber que ele não é realista, no sentido fotográfico, mas mesmo assim, é muito interessante. Eu vi que muitos alunos ficaram com vontade de sair dali rabiscando e desenhando como ele”, declarou Pedro.

IMG_20160318_095050

“O interessante da exposição é que ela tem uma proposta de ‘entrar na cabeça do Tim Burton’. Então tinham várias referências que o autor usava como inspiração, incluindo A noite estrelada, de Van Gogh”, comentou Catarine. “ A educadora também contou que o escorregador na mostra é para representar o público entrando no cérebro do artista”, acrescentou.

IMG_20160311_091356

Além disso, a ida à exposição também foi uma oportunidade dos alunos entrarem em contato com o conteúdo trabalhado em artes na sala de aula. “ Para o 9.o, tem uma parte de desenvolvimento de projeto gráfico e de animação, que é totalmente relacionado ao que eles estudam esse ano: cinema”, explicou o professor. “No caso do 8.o,  eles ainda vão chegar nisso o ano que vem, mas é bom se acostumarem com a ideia de projeto que começa em um rascunho e termina em um filme. E é importante eles entenderem que, às vezes, a ideia inicial é uma e o resultado final é completamente diferente”, completou.

Eventos culturais marcam final de semana

No último sábado, 20 de fevereiro, pais e alunos puderam aproveitar diferentes atividades culturais oferecidas pelo Colégio. Pela manhã, estudantes do 6.o ano fizeram uma visita à Pinacoteca com os responsáveis e o Departamento Cultural; à noite, todos puderam assistir à peça “Os Intocáveis”.

pinacoteca_2016_2

No museu, os visitantes foram divididos em grupos e guiados pelo acervo por um educador do local. Durante a explicação, os pais e alunos tiveram a oportunidade de conhecer sobre as obras expostas e também sobre a história da própria Pinacoteca.

pinacoteca_2016_3

“ Uma das obras que vimos foi a ‘Fazedores de Anjos’, de Pedro Weingart, por exemplo. E o que foi interessante é que antes de explicar o educador pediu para os alunos pensarem, baseado na vivência deles, qual seria a história das telas. Só então contou sobre o quadro”, declarou Catarine Pinheiro, do Cultural. “Isso é bom, porque estimula o estudante a pensar no quadro e não só ouvir explicações feitas”, completou.

pinacoteca_2016_4

Já no período da noite, no Teatro Renaissance, pais e estudantes do Band se reuniram para assistir à peça “Os Intocáveis”, inspirada na comédia francesa de mesmo nome. “ É bom para o aluno experimentar diferentes formas de expressões artísticas. Ao longo do ano a gente realiza atividades com a OSESP, o Grupo Corpo, um musical e, nesse caso, é interessante ver uma peça que não é uma grande produção, mas que mostra de fato o trabalho do ator”, comentou Ricardo Aguirre, Coordenador do Departamento Cultural.

Confira a galeria de imagens da visita na Pinacoteca clicando aqui.

6.o ano e pais visitam a Africa Africans

Os alunos do 6.o ano foram à exposição AfricaAfricans, no Museu AfroBrasil. Eles foram acompanhados por Catarine Nunes do Departamento Cultural, Paula Moraes, professora de Artes além dos pais.

museu_afro_1

A mostra é a maior já feita sobre a arte contemporânea africana no Brasil e reúne mais de 20 artistas africanos, nascidos e residentes no continente ou fora dele, assim como artistas de origem africana que representam a pluralidade de linguagens estéticas e experiências sociais da região.

museu_afro_3

As 100 obras presentes na exposição, também revelam a diversidade do continente. São diferentes suportes, como instalações, telas e pinturas que visam mostrar a arte africana que muitas vezes fica esquecida na cultura brasileira.

museu_afro_2

“Dentro do espírito da arte contemporânea, eles puderam ver a diversidade da arte”, declarou Paula. “Tinha artista que trabalhava com arame, tinha desfile de moda…muitos questionando a situação política e econômica dos povos africanos em relação ao colonialismo. Então os alunos puderam ver a questão africana para além da escravidão e o navio negreiro, por exemplo”, completou a professora.

“Eu gostei muito e os alunos gostaram bastante também. Eles estavam interessados em ouvir as explicações e observar as obras – principalmente a ‘The British Library’, que é como se fosse uma grande estante de livros com nomes de pessoas que migraram para a Inglaterra e contribuíram com a cultura do país”, contou Catarine. “É interessante quando eles vão com os pais por que eles se sentem bem a vontade e isso os estimula a participarem mais e ir a mais exposições”, finalizou.

8.o ano visita Miró

Os alunos do 8.o ano visitaram a exposição do artista Joan Miró no Instituto Tomie Ohtake. Eles foram acompanhados dos professores de artes Paula Moraes e Pedro Leão, além de Catarine Nunes, do Departamento cultural.

miro_001

Joan Miró: A força da matéria traz um recorte de cerca de 50 anos da produção do artista. Durante a visita, os alunos tiveram a oportunidade de observar as obras de traço abstrato do pintor, ouvir explicações dos professores presentes e dos monitores do Instituto e expor suas impressões sobre os quadros.

miro_002

“A visita foi muito boa porque o acampamento NH, no primeiro semestre, foi uma temporada muito customizada. Havia gincanas e brincadeiras que exploravam a vida e obras do Miró”, contou Pedro. “Então houve um interesse muito grande dos alunos.

miro_003

Eles gostaram bastante porque já tinham visto alguns quadros antes e possuiam um conhecimento prévio. Mesmo os que não foram no acampamento foram incentivados pelos estudantes que tinham ido”, completou.

miro_004

Confira a galeria de imagens clicando aqui.

9.o ano vai à exposição de Picasso

Logo na primeira semana do mês, os alunos do 9.o ano foram à exposição Picasso e a Modernidade Espanhola no Centro Cultural Banco do Brasil, junto com o Departamento Cultural e os professores Pedro Leão e Claúdia Ayoub, de Artes.2015-04-01 09.52.35

A visita iniciou-se com uma breve apresentação sobre a mostra no Auditório do CCBB, em que a educadora do local falou um pouco sobre as obras em exposição. Depois, os alunos puderam circular pelas salas junto com os professores de Artes. “Eles ficaram muito impressionados com as técnicas, talvez até mais do que com o processo de criação”, comentou Claudia.

2015-04-01 10.21.51

“É importante para eles saírem da sala de aula e terem uma experiência de rua mesmo”, completou a professora, “Além disso, é bom que eles tenham contato direto com o que eles veem nos livros, o objeto físico em si”.

2015-04-01 09.52.44A mostra conta com 90 obras, tanto de Picasso, quanto outros artistas espanhóis, para fazer uma relação entre o pintor e grandes nomes da arte moderna espanhola, como Salvador Dalí e Joan Miró. Dentre elas, a que mais chamou a atenção dos estudantes foi um vídeo da Guernica com a influência de outros trabalhos anteriores do Picasso, o contexto de guerra e o momento histórico da pintura em uma linguagem contemporânea.

Visita à Pinacoteca tem recorde de inscritos

Alunos do 6.o ano visitaram a Pinacoteca no sábado, dia 28 de fevereiro, junto com os pais, professores de Artes e equipe do Departamento Cultural.

IMG_1048

Este ano foi o sétimo consecutivo em que o Colégio realiza a atividade. O número de inscrições foi recorde, cerca de 120 pessoas compareceram para a visita guiada que aconteceu em dois horários: 10h e 11h30.

IMG_1076

Todos foram divididos em 5 grupos que foram conduzidos por um educador da própria Pinacoteca.

IMG_1138

“Eu achei bem interessante, aprendemos várias coisas. A educadora também explicava de um jeito fácil de entender”, afirmou Helena Mitsuda, aluna. Sua amiga, Marinna Grigolli, também relatou, “É bom para a gente aprender mais” e, por fim, Isabela Harumy, completou: “É uma maneira legal de a gente poder aprender sobre artistas e escultores”.

IMG_1099

“Esse tipo de programação chama a atenção para uma formação pessoal mais completa, para que os alunos tenham referências em cultura e se interessem por algo que vai além do vestibular”, comentou Pedro Leão, professor de Artes, “Quando você tem esse contato com a arte desde cedo, isso vira natural. Fazendo isso, a gente também ressalta para os pais a importância de realizar algum programa cultural com os filhos”.

Confira a galeria de imagens clicando aqui.

Mais próximos de Da Vinci

Nesta sexta feira que antecedeu o feriado de Carnaval, os alunos do 7.o ano foram visitar a exposição Leonardo Da Vinci: A natureza da Invenção, no prédio da FIESP, na Av. Paulista, junto com o Departamento Cultural do Band.

IMG_0500Durante a manhã em que estiveram na exibição, puderam ver um conjunto de projetos, desenhos e maquetes produzidos em Milão no ano de 1952 para comemorar o quinto centenário do grande expoente renascentista.

IMG_0491

“É uma exposição bem interessante por que mostra o processo criativo do Da Vinci. E mostra também a diversidade intelectual e criativa dele”, disse a Professora Paula Moraes, do departamento de Artes.”Esse tipo de atividade é bem importante para os alunos ampliarem a compreensão da arte e do mundo”, destacou.

IMG_0618

Além disso, os alunos puderam se divertir com as diversas obras interativas. “Em várias situações eles puderam ver a relação com a mecânica, com a ótica, com a cinética “, completou a professora.

IMG_0624

“Achei bem interessante, eu pude conhecer sobre o que eu não sabia do Da Vinci”, declarou a estudante Anna Clara Cereguin. “Deu para aprender bastante coisa”, finalizou.

Ensino Fundamental visita Bienal de São Paulo

Como não há idade certa para contemplar a arte, os alunos do Fundamental 2 foram à 31.a Bienal de São Paulo exposta no Parque do Ibirapuera. Acompanhados dos professores de Artes Paula Moraes e Pedro Leão e Catarine Pinheiro do departamento cultural, os alunos conferiram as obras de arte que procuram retratar os conflitos dos dias atuais.

bienal_3

A mostra inclui instalações, fotos, pinturas e filmes em que os artistas convidados expressam temas contemporâneos, não evitando assuntos polêmicos, como religião, sexualidade e feminismo.

bienal_1

“Eu já tinha ido à Bienal na edição anterior e gostei muito, por isso decidi ir de novo dessa vez com o Band”, comentou o aluno do 7.o ano, Breno Garcia.

bienal_4

“Acho muito importante o Band levar os alunos em passeios como esse para sairmos da sala de aula e para refletirmos sobre certas questões, o que eu adoro”, disse a aluna Stephanie Ribeiro, do 9.o ano.

bienal_2

A professora de Artes Paula Moraes acompanhou os alunos nos dois dias de visita. “A Bienal é sempre um evento imperdível, talvez o mais importante de Arte de São Paulo por sua magnitude e periodicidade”, acredita Paula.

6.o ano visita o Castelo Rá-Tim-Bum no MIS

Klift, Kloft, Still, a porta se abriu! E o Band não podia ficar de fora da exposição mais comentada do ano. Por isso, os alunos do 6.o ano do Ensino Fundamental visitaram o Museu de Imagem e Som (MIS) para conferirem o Castelo Rá-Tim-Bum por dentro.  A megaexposição foi feita em comemoração aos 20 anos do programa infantil, produzido pela TV Cultura.

IMG_2514

A exibição foi divida em duas partes, na primeira, os alunos conferiram peças do acervo, como objetos de cena, fotografias, figurinos dos personagens e trechos do programa que até hoje são hit, como “Lavar as mãos”, música de Arnaldo Antunes. Já na outra, os alunos literalmente entraram no Castelo, conhecendo mais de dez ambientes, como o quarto da Morgana e o Lustre do Castelo.

Eles também puderam ver de perto bonecos originais, como o Gato Pintado, o monstro Mau, a cobra Celeste e as botas Tap e Flap.

ra_tim_bum1

“A exposição foi ótima. Aprendi muitas curiosidades, os figurinos eram muito bem feitos. Adorei o quarto do Nino, era cheio de gibis e a gente ainda podia subir no quarto do tio Victor e mexer no cavalete mágico”, contou o aluno Arthur Marques.

ra_tim_bum2

A interatividade é um dos grandes destaques de todas as exposições que acontecem no MIS. “Fiquei muito surpresa com o interesse dos alunos, já que eles nasceram em uma época pós-Castelo. Foi uma diversão inteligente”, comentou a professora de Artes Paula Moraes.

Para conferir a galeria de fotos, clique aqui.

Visita ao Museu Afro Brasil e MAM

Os  alunos dos 7.os e 8.os anos puderam visitar, respectivamente, o Museu Afro Brasil e o Museu de Arte Moderna (MAM). No mês de comemoração aos 126 anos da abolição da escravidão (maio), os alunos do 7.o ano conferiram o acervo História, Memória, Arte e Contemporaneidade no Museu Afro Brasil.

IMG_6781

As obras narram uma heróica saga afro-brasileira, desde antes da trágica epopéia da escravidão até os dias atuais.

IMG_6746

“A visita contribuiu para derrubar algumas ideias pré-estabelecidas como, por exemplo, entre arte e religião e como isso influenciou e influencia a nossa cultura”, explicou a professora de Artes, Paula Moraes. “Além disso, eles se sentiram muito sensibilizados com a história dos navios negreiros ao verem um pedaço de sua carcaça”, acrescentou.

2014-05-16 11.46.51

Já a turma do 8.o ano, pôde visitar a exposição no MAM, Vontade Construtiva na Coleção Fadel, para conhecer obras de Hélio Oiticica, Anita Malfatti, Tarsila do Amaral, Di Cavalcanti, Alfredo Volpi, entre outros grandes nomes da arte nacional; todas pertencentes ao acervo cerca de 216 obras, algumas compradas exclusivamente para esta edição.

2014-05-16 11.48.55

“O acervo de fotografias é extremamente interessante; o modo que elas estavam posicionadas nos fazia refletir”, comentou a aluna Julia Bulhões, do 8.o ano. “Como cada um interpreta a arte  de uma maneira, durante nossas conversas, trocamos ideias sobre o significado de cada foto”, completou.