8 estatuetas para o Band

Quem visita a página virtual do Band ou passa pelos corredores do colégio já está acostumado a ver cartazes de lançamentos do cinema a cada semana. Drama, comédia, aventura e outros gêneros têm espaço no Departamento Cultural, que trouxe para a comunidade do Band 3 filmes premiados com o Oscar em 2012. No ano de 2011, os bandeirantinos puderam assistir ao longa de Woody Allen, Meia Noite em Paris, que levou o prêmio de melhor roteiro original. No mês de fevereiro foram distribuídos ingressos para O Artista, aclamada produção francesa que ganhou 5 prêmios, entre eles o de melhor filme e melhor ator. E quem ainda não viu o filme ganhador do Oscar de melhor maquiagem e a atuação de Meryl Streep merecedora da mais famosa estatueta do cinema, pode garantir seu ingresso para A Dama de Ferro no Departamento Cultural.

A Dama de Ferro

A história de Margaret Thatcher, a primeira (e até hoje única) mulher a ocupar o cargo de Primeiro Ministro do Reino Unido, parece ser um roteiro feito sob medida para o cinema.
Em 2012, chegou às telonas o filme A Dama de Ferro, que conta a trajetória da controversa personagem da política britânica sob uma ótica bastante humana e pessoal, da própria Magaret já aposentada e doente, constantemente acompanhada e muitas vezes atormentada pelas memórias de seu passado.

Com roteiro de Abi Morgan, o longa traz Maryl Streep no papel principal. Sua exímia atuação já lhe rendeu um Globo de Ouro, um Bafta e uma indicação ao Oscar de melhor atriz. Meryl personifica Thatcher em sua escalada ao poder, reproduzindo seus trejeitos fielmente e dando mais ênfase às transformações que mulher pública teve que passar para chegar ao mais alto cargo do Parlamento Inglês.

Trazendo fatos históricos que pontuaram o governo de Thatcher entre 1979 e 1990, e fazendo um relato profundo de Magaret Thatcher como jovem, mulher e mãe, o filme tem chamado muita atenção do público. Surpreenda-se você também com a história de A Dama de Ferro; garanta seu ingresso no Departamento Cultural.

O Artista

Em plena era do cinema digital, 3D e alta tecnologia, um cineasta decide lançar um filme mudo
em preto e branco. Loucura? Essa foi a aposta de Michel Hazanavicius, que caiu nas graças da
academia e já rendeu dez indicações ao Oscar para o filme O Artista.

A película já recebeu 3 globos de ouro, e confirmou 7 das doze indicações ao BAFTA levando
os prêmios de melhor filme, diretor, ator (para o francês Jean Dujardin), roteiro original, fotografia, figurino e trilha sonora.

A história retrata a decadência de George um grande astro de Hollywood da década de 20, que faz sucesso nos filmes mudos. A estrela em ascensão é Pappy Miller, que se torna diva do cinema falado. Entre o estrelato e o ostracismo cria-se uma forte ligação entre eles, retratada com muita delicadeza, envolta pela nostalgia da era de ouro do cinema. Não perca esse grande sucesso de crítica de 2012.

Garanta já seu ingresso no Departamento Cultural.

A Família Addams

Quando Charles Addams criou mórbidos personagens como Mortícia, Gomez, Vandinha, Feioso e Tio Chico para os quadrinhos da revista The New Yorker na década de 30, ele dificilmente imaginava que essa família atravessaria muitas décadas fazendo sucesso com seus hábitos excêntricos, dando origem a duas séries de televisão, três filmes e um bem sucedido musical da Broadway em 2010.

Saindo do famoso endereço de Nova York pela primeira vez, o espetáculo chega a São Paulo contando com um grande elenco para dar vida aos lendários personagens. Marisa Orth e Daniel Boaventura dão vida a Mortícia e Gomez, os chefes dessa família que se encontra em um dilema bem conhecido: Vandinha apresenta seu namorado, que não agrada por ser justamente… um “menino de boa família”!

Entre as trapalhadas do mordomo Tropeço, as brincadeiras nada saudáveis dos irmãos Feioso e Vandinha e as esquisitices da Vovó Addams e do Tio Chico, divirta-se com a Família Addams no Teatro Abril.

Compre seus ingressos no Departamento Cultural.