“As Melhores Coisas do Mundo”

posterPaixão.  Drogas. Tecnologia. Família. Esses temas, tanto quanto os famigerados termos “tipo”, “velho” e “mano”, fazem parte do universo dos adolescentes brasileiros neste início do século XXI. “Mano”, aliás, é o nome da série de livros, de Gilberto Dimenstein e Heloísa Prieto, que serviu de base para o filme “As Melhores Coisas do Mundo”, de Laís Bodanzky. O Departamento Cultural oferece ingressos para o longa-metragem para alunos do 9º ano do Ensino Fundamental em diante.
O filme retrata um mês na vida de Hermano, ou simplesmente “Mano” (o estreante Francisco Miguez), um adolescente paulistano de classe média que se vê obrigado a lidar com o divórcio dos pais, Camila (Denise Fraga) e Horácio (Zé Carlos Machado) e com a dificuldade em conquistar a garota de seus sonhos. Continuar lendo

Alice no País das Maravilhas

alice-no-pais-das-maravilhas-1Um sonho que se repete, um coelho apressado, um gato que pode evaporar, um chapeleiro maluco. A história de “Alice no País das Maravilhas” é um clássico que já fez rir e chorar crianças e adultos de várias gerações, desde 1865. Em 2010, o diretor Tim Burton utilizou os mais modernos recursos gráficos na nova releitura do conto da menina sonhadora, que chega aos cinemas em versão 3D. Continuar lendo

Aventuras Submarinas

cinema-ponyo-on-a-cliffQuem gosta das modernas animações japonesas, vai adorar o filme. Quem prefere os bons e velhos clássicos, vai amar, também. O Departamento Cultural oferece aos alunos do 6º e 7º anos ingressos para sessão do longa-metragem “Ponyo – Uma amizade que veio do mar” (“Gake no ue no Ponyo”, Japão, 2010).

A película lembra as clássicas por ter sido inspirada no conto “A Pequena Sereia”, de Hans Christian Andersen, numa bela transposição para a forma de anime. O enredo narra o encontro do pequeno Sosuke e do peixinho Ponyo, uma fêmea que o menino encontra presa em um frasco que boiava na beira do mar. Ele a leva para a sua casa e os dois acabam criando uma forte relação de amizade. Decidida a tornar-se humana, Ponyo entra em conflito com seu pai, um poderoso feiticeiro, o que pode trazer sérias consequências para a continuação da paz no oceano. Continuar lendo

Andy Warhol na Pinacoteca

andy-warhol-tdk2Ele foi um dos maiores artistas gráficos do século XX, produziu filmes e foi um dos precursores da pop art. O norte-americano Andy Warhol (1928-1987) terá obras expostas na Pinacoteca do Estado, e alunos do Bandeirantes terão a oportunidade de apreciá-las em visita promovida pelo  Departamento Cultural, como parte do Projeto Artes Visuais.

A exposição “Andy Warhol, Mr. America” traz pinturas da série “Death and Disaster”, que tratam da violência nos Estados Unidos durante os anos 1960. A importância da obra de Warhol se dá pelo sucesso com que se aventurou em áreas distintas da arte. Ele produziu obras de serigrafia com motivos cotidianos, como garrafas de Coca-Cola, e ícones conhecidos, como o rosto de Marilyn Monroe, num trabalho com grande ênfase no uso das cores. Continuar lendo

Lançamentos com muita ação no Cultural

John Travolta, ator consagrado, estrela o filme “Dupla Implacável” (“From Paris With Love”). Outro John, australiano de sobrenome Hillcoat, com larga experiência no ramo musical, começa a se consolidar como diretor de cinema de primeira linha, agora com o filme “A Estrada” (“The Road”).

dupla_implacavel_internaNo longa-metragem de ação “Dupla Implacável”, um John Travolta de cabeça raspada e com barba vive Charlie Wax, um agente secreto norte-americano enviado para a embaixada dos Estados Unidos na França por ocasião da visita de diplomatas de seu país à capital francesa. Continuar lendo

O Despertar da Primavera

19_MHG_rshow_despertar3
Um espetáculo de jovens e para jovens. O musical “O Despertar da Primavera” (ou “Spring Awakening”), do alemão Frank Wedekind (1864-1918) chega a São Paulo sob a direção da dupla Charles Möeller e Claudio Botelho, responsável por sucessos como “Avenida Q” (2009) e “A Noviça Rebelde” (2008/2009). Continuar lendo

OSESP e Jazz Sinfônica

osesp_2010Confira o programa desta sexta-feira:
Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo
Louis Langrée regente
Ole Edvard Antonsen trompete

Wolfgang Amadeus Mozart – La Clemenza di Tito, KV 621: Abertura
Johann Nepomuk Hummel – Concerto para Trompete em Mi maior
André Jolivet – Concertino para Trompete
Pyotr Il’yich Tchaikovsky – Sinfonia nº 6 em si menor, Op.74 – Patética

jazz sinfonicaIngressos também disponíveis para apresentação da Jazz Sinfônica, no sábado, dia 24 de abril, a realizar-se no Auditório do Ibirapuera, como parte da série “Jazz+”. O espetáculo contará com a participação da cantora Fabiana Cozza.

Para conferir as programações na íntegra, clique aqui.