Maluf defende sua honestidade e enumera suas obras

Publicado em 09/09/08

Anfiteatro lotado, bibliotecas congestionadas e picos de 130 computadores conectados ao webcast. O candidato Paulo Maluf (PP) participou de debate com os estudantes, promovido pelo Colégio Bandeirantes em parceria com o Instituto CRIA, na quinta-feira, dia 4 de setembro. Com tom bem-humorado, apresentou seus projetos, defendeu sua honestidade e respondeu questões elaboradas pelos alunos.

O político elencou todas as suas obras, o que foi motivo de riso para os estudantes tanto pela quantidade quanto pela ênfase do pepista. “Uma vez passei por um muro que dizia `Oceano Atlântico, o Maluf que fez´, ironizou.

Quanto à corrupção, afirmou que “Dinheiro não me tenta (…) o que me tenta é ver uma obra realizada”. Disse, ainda, que para os alunos saberem de seu bom caráter, era só perguntar aos seus pais e avôs. Ressaltou sua honestidade diversas vezes, dizendo-se um “animal em extinção” e que não aceitava “orgias com o dinheiro público”. Segundo ele, inclusive, o castigo para essa ação deve ser “milhares de séculos de cadeia”.

Em referência aos seus adversários e aos últimos prefeitos da cidade, Maluf afirmou que, durante sua gestão, “piscinões” não inundavam, estradas não esburacavam e metrôs não ruíam.

Ao final do debate, Maluf elogiou o colégio, defendendo sua qualidade de ensino e aconselhou o estudo aos alunos.

Compartilhe por aí!
Use suas redes para contar o quanto a Band é legal!

mais de Cultural